Sobre

O Coletivo Amarelo é um coletivo de arte itinerante que opera como um ecossistema de experimentação. Adotando um método de curadoria intuitivo, temos como objetivo fomentar novas formas de consumo de arte por meio de exposições, discussões temáticas e pesquisa artística, além de oferecer uma programação de eventos culturais diversos, de forma a engajar o público com a arte que consome de maneira estimulante e instrutiva.

⁣⁣Nossa missão é construir um novo futuro no setor das artes, onde o trabalho de artistas é entendido como um órgão vital da sociedade, representando suas criações de maneiras mais íntimas. Formando parcerias com artistas locais e internacionais, nós buscamos atuar como um catalisador para representação e consumo consciente de arte. ⁣

⁣Diálogo aberto, experimentação, inclusividade e educação são os nossos principais valores. Bem-vindos ao nosso ecossistema..

Nós

  • Stephanie Wruck

    Co-fundadora e Diretora Criativa do Coletivo Amarelo, Stephanie foi exposta ao mundo da arte contemporânea e curadoria quando ainda era criança. Visitas a museus e galerias sempre foram atividades semanais enquanto crescia, o que cultivou seu interesse em atuar profissionalmente no campo das artes. Sua experiência como consultora de arte em uma galeria em Nova York, mostrou o atual estado de operação das galerias de arte tradicionais. Ela encontrou um ambiente frio e muitas vezes desconectado do público. Foi no meio desse processo que a ideia para o Coletivo Amarelo nasceu: uma tentativa em transformar a forma que o trabalho de artistas é estudado, representado e promovido.

    Stephanie sentia falta de experiências mais inclusivas e abordagens curatoriais experimentais, por isso procura promover diálogos instrutivos, aprofundados e mais convidativos.

  • Gabriela Albuquerque

    Gabriela Albuquerque é hoje uma artista em formação. Aluna de artes visuais em Lisboa, Gabriela sempre teve sua trajetória profissional pautada pelo exercício criativo, primeiramente através da literatura e depois no campo da curadoria e crítica de arte. Vivendo em Lisboa, depois de uma vivência nos EUA, Gabriela encontrou um campo interessante de pesquisa.Visando a fomentação de novos artistas e de discussões sobre a contemporaneidade que atravessam as artes realizou ao lado de Stephanie, o sonho de criar o Coletivo Amarelo, espaço destinado a propiciar novas discussões e abordagens sobre o tema.