Sobre nós

Amarelo é um ecossistema de experimentação. Ao adotar uma abordagem curatorial intuitiva, nosso objetivo é fomentar novas formas de consumir arte por meio de experiências criativas. Vemos a arte e a vida como duas partes do mesmo organismo vivo e em constante mudança. A programação diversificada é a nossa força motriz, oferecendo ao público – a princípio, virtualmente – a chance de se envolver com a arte que consome.⁣

⁣⁣Em parceria com artistas independentes locais e internacionais, esperamos realizar eventos físicos em um futuro transformado, onde nos vemos como um catalisador tanto para a representação da arte quanto para o consumo de arte.⁣

⁣Discussões abertas, experimentação, inclusão e educação são onde realmente residem nossos valores centrais. Bem-vindo ao nosso ecossistema.

Quem

  • Stephanie Wruck

    Cofundadora e Diretora Criativa do Coletivo Amarelo, Stephanie foi exposta ao mundo da arte contemporânea ainda jovem. As visitas a museus e galerias eram atividades regulares enquanto ela crescia e cultivaram um profundo interesse por ela para seguir uma carreira no mundo da arte. Sua experiência como consultora de arte em uma galeria de arte na cidade de Nova York lhe mostrou o estado atual das operações das galerias de arte tradicionais. Ela achou um ambiente frio e muitas vezes desconectado do público. Foi no meio desse processo que surgiu a ideia do Coletivo Amarelo: uma tentativa de transformar a forma como a obra do artista é estudada, representada e promovido.

    Stephanie busca experiências curatoriais mais inclusivas e experimentais no mundo da arte e é por meio do Coletivo Amarelo que ela promove um diálogo educacional mais profundo e aberto.

  • Gabriela Albuquerque

    Gabriela Albuquerque é hoje uma artista em formação. Estudante de artes visuais em Lisboa, Gabriela sempre teve sua carreira profissional pautada pelo exercício criativo, primeiro pela literatura e depois pela curadoria e crítica de arte. Atualmente reside em Lisboa, e depois de ter vivido nos Estados Unidos, Gabriela descobriu o interesse pela pesquisa artística. Com o objetivo de fomentar novos artistas na paisagem contemporânea, ao lado de Stephanie, o sonho de criar o Coletivo Amarelo, um espaço dedicado a proporcionar novas abordagens e discussões sobre a arte.