JULIANA MATSUMURA

[EN]

TERRITORY

Juliana Matsumura is a Brazilian artist who currently lives and works in Lisbon. She graduated in Design at Escola Ar.Co, and attended a Graduation in Textile and Fashion at the University of São Paulo. The artist is also a member of Risco Coletivo, a collective of contemporary drawing practices. Drawing is central in her practice, using various tools such as engraving, photography and painting. The series presented here is part of her work “Memories of Water”, which examines Juliana’s contact with her Japanese ancestry and trajectory as a Brazilian immigrant in Portuguese lands. The unknown quality of foreign territories is exposed through diffuse hues like dark spots. The shapes resemble blurry memories that merge with the expectations that come with the migration process. Juliana is able to architect new territories where the weight of ancestry and the novelties arising from new experiences are simultaneously present.

*Rivers that lead to shared territories while carrying memories of a lost ancestrality;

*The water flow is responsible for altering its surroundings.

 

[PT]

TERRITÓRIO

Juliana Matsumura é Brasileira que atualmente vive em Lisboa. Formou-se em Desenho na Escola Ar.Co, e frequentou a Graduação em Têxtil e Moda pela USP. A artista é membro do Risco Coletivo, um coletivo de práticas de desenho contemporâneo. O desenho é seu principal meio de expressão e para executá-lo apropria-se de diversas ferramentas como gravura, fotografia e pintura. A série aqui apresentada faz parte do seu trabalho “Memórias da Água”, que aborda o contato mais próximo com sua ascendência japonesa e sua trajetória de imigrante brasileira em terras lusitanas. A desconhecida qualidade de territórios estrangeiros é exposta através de tonalidades difusas como manchas escuras. As formas lembram memórias borradas que se fundem com as expectativas que vêm com o processo de migração. Juliana é capaz de arquitetar novos territórios onde o peso da ancestralidade e as novidades advindas de novas experiências estão simultaneamente presentes.

*Rios que levam a territórios compartilhados enquanto carregam memórias de uma ancestralidade perdida;

*O fluxo de água é responsável por alterar seu entorno.